domingo, outubro 08, 2006

No hospital. [Parte 1]

Após duas longas horas a observar e tratar dos ferimentos de Rafael, o médico-adjunto envia o seu assistente à sala de espera onde, impacientemente, aguardavam Nelson e o seu grande amigo Ricardo.
- Chamam-se os familiares do senhor Rafael de Jesus Almeida e Melo à recepção. – soou uma voz no altifalante.
Rafael e Ricardo levantaram-se num ápice, ao mesmo tempo que Ana, uma grande amiga de ambos, chegava ao serviço de urgências.
- Que aconteceu? – Questionou preocupada.
- Depois explico-te. Chamaram-nos agora. Vamos. – Respondeu Ricardo com alguma pressa.
- Os senhores é que são os familiares do jovem Rafael Melo? – Inquiriu o médico-assistente com uma certa arrogância e prepotência.
- Não. Eles são amigos e eu... – Nelson fez uma pausa para respirar e para pensar se havia ou não de dizer o que realmente era a Rafael. – Bem, eu sou o namorado. – Disse por fim. – O que se passa com o “Rafa?
Com alguma agressividade no seu tom de voz, o médico-assistente realçou o facto de ter chamado os familiares do acidentado e não os amigos.
- Não consegui entrar em contacto com eles! – gritou Nelson, com o desespero a pesar na voz. – Como é que ele está, doutor?
O médico suspira de impaciência:
- Bom... Como pode imaginar, o seu... – interrompeu a frase para decidir se havia de dizer “namorado” ou “amigo”. - ... o seu amigo não está nada bem. Perdeu bastante sangue e partiu algumas costelas, uma das quais perfurou-lhe o pulmão direito. Partiu também a bacia e o antebraço esquerdo.
Neste momento, só se via horror na cara de Nelson, Ricardo e Ana. Ainda assim, o médico-assistente continuou a relatar o estado de Rafael...
- Não sei se foram informados, mas quando o sinistrado chegou ao serviço de urgências, encontrava-se em coma. Ainda se encontra em coma, porém, estável. De qualquer das formas, será internado na Unidade de Cuidados Intensivos, visto que as próximas quarenta e oito horas são decisivas. – Entretanto, o médico consulta a ficha clínica de Rafael. – O Rafael será acompanhado por um dos melhores médicos deste hospital, contudo poderão surgir complicações que... – e interrompeu o seu discurso.

[ continua... ]



Hugz & Kisses,
Nobody's Bitcho

4 comentários:

Before the Dawn disse...

Estava a ver que já não se postava nesta casa =D

Anónimo disse...

Mais mais mais!!! =)

Gonçalo disse...

Ai, as melhoras Rafa :(

Esta história está cada vez melhor :P

Arms disse...

Ai, rapaz! Eu não devia de te ter ensinado o que é um cliffhanger. talvez não tenhas interrompido a história ali! >:

Uma pessoa aqui, todo cativado e envolvido pela história e tu cortas logo ali! Ai, a curiosidade!

Tu matas-me!!! LOOOOOOL!

Continua assim que estou a gostar da tua parte da história!